TENDÊNCIAS DE OUTONO E INVERNO

Observando os lançamentos das coleções para 2017-2018 da moda Internacional na Semana de Moda de Nova York, Milão e Paris, a tendência  é uma mescla de visual romântico e gótico nas cores preto, roxo e vermelho sangue. As linhas da arquitetura gótica apareceram nas rendas e nos grafismos dos vestidos lânguidos. Muita roupa de couro, cores sempre sóbrias e acessórios clássicos, sapatos com salto Oxford e botas coturnos.
Um misto de encanto e desencanto permeia a passarela da grife Valentino (leia-se PIERPAOLO PICCIOLI – diretor criativo da marca). “Os traços românticos e a geometria colorida proporcionaram fluidez a silhueta feminina enquanto a imagem “dark” das botas fetichistas, dos pesados looks do veludo e do vermelho sangue incluído na cartela passaram rigidez”,  diz Pedro Dinis (Folha de São Paulo).
As grifes Max Mara – Prada, Alexandre Wang – Versace  e  Dior que tem a frente do comando a criativa Maria Grazia Chiuri que já trabalhou na  Valentino e substitui na grife Christian Dior, o belga Raf Simons, a palavra chave foi a feminilidade.
Armani investiu na cor preto e no veludo, coleção chamada de Garçonne. Calças alfaiataria e usou para noite a cor prata com acessórios Maxi e imperou sapatos de saltos baixos estilo Oxford.
Fendi muita sobriedade e muito couro nos looks, alguns com grandes fendas.

Moschino apostou em looks de couro e vestidos que pareciam papel amassado. 

Prada mostrou uma mistura de roupas esportivas com acessórios clássicos, muita personalidade, elegância que mostrou um esportivo diferenciado.

Max Mara apresentou uma revolução de detalhes versões clássicas de manteaux longos e 7-8 de cashmere predominando cores branco, caramelo e pastel com influencia marroquina e militar.

Dior com a coleção de Maria Gazia boa parte é capaz de sair da passarela direto para as ruas, a cor azul predominou chamada de Navy Blue formou a base cromática, modelos de jaquetas bomber, macacões, moletons, vestidos transparentes, saias retas abaixo do joelho.

Versace cores e transparências.

Dolce x Gabbana enfrentando problemas na justiça com sonegação de impostos reagiram com coleção bem humorada adornaram acessórios e vestidos com moedas e usaram muitas cores.

Hermès símbolo do conceito de elegância apresentou acessórios e roupas para equitação. A estilista Nadège Venhèe-Cybulski lançou jaquetas com detalhes em matelassê, calças justas de tecidos leves e botas altas de montaria, usou muito o tom bege principalmente nas peças de couro. 

Stella MacCartney apostou na mesma ideia da Hermès unir esporte a contornos da alfaiataria, a estilista aplicou imagens de cavalos em conjuntos de tricô e também apresentou casacos de matelassê, muito volume nas mangas das camisas.


Com essas dicas você pode adquirir algumas peças novas para inovar guarda roupa usando as tendências do momento.