Homenagem Assembléia Legislativa

Dia 28 de março de 2017 - Homenagem na Assembléia Legislativa do Paraná - em reconhecimento a dedicação e trabalho em prol da capital Paranaense - 324 anos de fundação da cidade de Curitiba. Entre as homenageadas Maria Inês Borges da Silveira e Valéria Borges da Silveira, por contribuirem para o engrandecimento da cidade . Proposição do Deputado Ney Leprevost.

Comemoração da Data da Independência da Grécia


Presentes no evento em comemoração pelo Aniversário da Independência da Grécia, Maria Inês e o Ministro Borges da Silveira e os anfitriões do evento, os cônsules Maria e Constantino Comninos
Cônsul da Grécia- casal Maria- Constantino Comninos
com casal Maria Inês Borges da Silveira e  Luis Carlos Borges da Silveira


Casal Borges da Silveira com Gladys França



    O aniversário do dia da Independência da Grécia (25 de março de 1821) é feriado nacional na Grécia. Aqui em Curitiba, a Sociedade Helênica comemorou a data com um jantar com comida típica da Grécia. Várias autoridades ali presentes, e depois teve uma apresentação do folclore Grego e no final a tradicional quebra de pratos.


Homenagem na Revista Dimensão

Revista Dimensão- Edição de março homenageando uma das mulheres destaque do Paraná ,a elegante Maria Inês Borges da Silveira- Presidente da Academia de Cultura de Curitiba - ACCUR

TENDÊNCIAS DE OUTONO E INVERNO

Observando os lançamentos das coleções para 2017-2018 da moda Internacional na Semana de Moda de Nova York, Milão e Paris, a tendência  é uma mescla de visual romântico e gótico nas cores preto, roxo e vermelho sangue. As linhas da arquitetura gótica apareceram nas rendas e nos grafismos dos vestidos lânguidos. Muita roupa de couro, cores sempre sóbrias e acessórios clássicos, sapatos com salto Oxford e botas coturnos.
Um misto de encanto e desencanto permeia a passarela da grife Valentino (leia-se PIERPAOLO PICCIOLI – diretor criativo da marca). “Os traços românticos e a geometria colorida proporcionaram fluidez a silhueta feminina enquanto a imagem “dark” das botas fetichistas, dos pesados looks do veludo e do vermelho sangue incluído na cartela passaram rigidez”,  diz Pedro Dinis (Folha de São Paulo).
As grifes Max Mara – Prada, Alexandre Wang – Versace  e  Dior que tem a frente do comando a criativa Maria Grazia Chiuri que já trabalhou na  Valentino e substitui na grife Christian Dior, o belga Raf Simons, a palavra chave foi a feminilidade.
Armani investiu na cor preto e no veludo, coleção chamada de Garçonne. Calças alfaiataria e usou para noite a cor prata com acessórios Maxi e imperou sapatos de saltos baixos estilo Oxford.
Fendi muita sobriedade e muito couro nos looks, alguns com grandes fendas.

Moschino apostou em looks de couro e vestidos que pareciam papel amassado. 

Prada mostrou uma mistura de roupas esportivas com acessórios clássicos, muita personalidade, elegância que mostrou um esportivo diferenciado.

Max Mara apresentou uma revolução de detalhes versões clássicas de manteaux longos e 7-8 de cashmere predominando cores branco, caramelo e pastel com influencia marroquina e militar.

Dior com a coleção de Maria Gazia boa parte é capaz de sair da passarela direto para as ruas, a cor azul predominou chamada de Navy Blue formou a base cromática, modelos de jaquetas bomber, macacões, moletons, vestidos transparentes, saias retas abaixo do joelho.

Versace cores e transparências.

Dolce x Gabbana enfrentando problemas na justiça com sonegação de impostos reagiram com coleção bem humorada adornaram acessórios e vestidos com moedas e usaram muitas cores.

Hermès símbolo do conceito de elegância apresentou acessórios e roupas para equitação. A estilista Nadège Venhèe-Cybulski lançou jaquetas com detalhes em matelassê, calças justas de tecidos leves e botas altas de montaria, usou muito o tom bege principalmente nas peças de couro. 

Stella MacCartney apostou na mesma ideia da Hermès unir esporte a contornos da alfaiataria, a estilista aplicou imagens de cavalos em conjuntos de tricô e também apresentou casacos de matelassê, muito volume nas mangas das camisas.


Com essas dicas você pode adquirir algumas peças novas para inovar guarda roupa usando as tendências do momento. 

Solenidade de entrega do Titulo "Reitor Emérito"


Solenidade de entrega do Titulo "Reitor Emérito" ao ex Reitor Ivo Clemente Juliato conferida pelo Reitor Waldemiro Gremski.
Prestigiada por inúmeros convidados e autoridades. Solenidade realizada no Teatro da PUC. Na foto: a Presidente da Academia de Cultura Maria Inês Borges da Silveira, Ministro Borges da Silveira, Reitor Ivo Clemente Juliato e o Presidente da Academia Paranaense de Letras Sr. Ernani Buchmann.

CAMPEÕES DO LUXO


The must list

ÓCULOS
Acessório que dá charme ao visual

RAY BAN
Marca tradicional que faz constantes releituras do modelo clássico da grife.
Alguns modelos são banhados em ouro branco ou amarelo.

GIOGIO ARMANI
Sempre inovando com modelos diferenciados femininos e masculinos. Uma febre aos fashionistas.

DIOR
Sempre contemporâneo e inovando também com aplicações de cristais  Swarovski nas laterais. Traz o glamour que não pode faltar nas marcas francesas.

VERSACE
Sempre com sua marca registrada, símbolo tradicional que se apresenta em todos os lançamentos da grife.


SAPATOS
Os mais badalados
Christian Loubortin
Famosa sola vermelha que virou fetiche entre as mulheres. Desde  pequeno ele gostava de sapatos e a ideia surgiu quando ele viu uma mulher calçando um sapato de salto todo vermelho no Museu de Arte Africana de Paris.  

ALEXANDRE BIRMAN
Escarpins e botas em couro de crocodilo e cobra, em cetim e tweed – belíssimos  

SANDÁLIAS BIRKENSTOK
Une simplicidade e refinamento e apresenta o conforto ideal. A grife Alemã pioneira em manter seu design inconfundível através das décadas  vem repaginando o tradicional modelo.
  
JOHN LOBB
Sapatos feitos à mão, sob medida que levam a assinatura de John Lobb, butique inglesa na tradicional Rua Saint James. Atualmente em outas mãos, a marca foi comprada pela Francesa Hermès, mas o rigor e o refinamento continuam o mesmo. 

Bolsas
Modelos que fazem história

GUCCI
Jakie Kennedy tornou-se fã da grife Italiana Gucci principalmente as com laterais  arredondadas, com isso a marca nomeou acessório de Jakie - Bag. Sucesso atemporal.
A marca também apresenta outros modelos. 

CHANEL
Modelos que marcaram a época.
A estilista Coco Chanel (1883 – 1971) transportou a ideia para a moda e criou a bolsa tira colo ao observar os soldados do exercito francês que caminhavam com uma bolsa de tira grossa sobre os ombros.
Ate hoje o modelo é apreciado, leva alça de corrente de metal e costura aparente. 

PRADA
Símbolo de luxo desde sua criação.
Suas peças são consideradas raras e exclusivas- manufaturadas com matérias primas consideradas raras e elegantes.


LOUIS VUITTON
A grife teve inicio fabricando baús e malas.
Elegância, personalidade e estrutura definem o sucesso da grife. No momento com expansão em vários tipos de produtos, bolsas, lenços, echarpes, sapatos e etc.
É  a grife numero um no mercado do luxo, a mais procurada e a mais imitada no mundo.

  
HÈRMES
Jean-Louis Dumas criou a bolsa Birkin, grande sucesso da grife francesa cuja a versão atual mantem o formato retangular  e o fecho em metal
A Birkin é feita completamente a mão. O preço não é nada convidativo, variam entre30 mil a 200 mil reais.
Tudo depende da cotação da moeda estrangeira.
Grife apreciada pela princesa de Mônaco Grace Kelly





Visita oficial à Curitiba do Embaixador da Itália no Brasil Raffaele Trombetta


Visita oficial à Curitiba do Embaixador da Itália no Brasil Raffaele Trombetta. e inauguração da Mostra "A prática da arte - futuro possível" do artista italiano Giorgio Galli no Palácio Iguaçu. Na foto Maria Inês Borges da Silveira, ex-vice pres. da Fundazione Italia, Maria Elisa Paciornik, Regina Casillo (Solar do Rosário), Fernanda Richa, Sec.do Trabalho e Desenvolvimento Social e escritora Valeria Borges da Silveira.