Brilho e Cintilancias





Foi-se o tempo que o brilho, o paetê, o dourado era indicado só se usar a noite. Hoje eles passam a fazer parte do look diurno. Claro que devemos usar o bom senso e evitar o exagero, mesmo na era do pode quase tudo. 


Lembro que anos atrás usei uma calça de linhão cru com riscas de giz fininhas douradas intercaladas de 5 em 5 cm, achava muito linda. Compus com camiseta cru limpa e joguei um detalhe na cintura e fui num almoço de aniversario. Para muitos eu estava exagerada, hoje estaria ate discreta demais. É tudo uma questão de “styling”, como diz Frasson, diretor de moda da Vogue “ se misturar com básicos a produção fica automaticamente com cara de dia”
 
Existe combinações bem interessantes, malhas e brilhos, tecidos rústicos com brilhos, roupa sóbria e discreta usada com bolsas douradas ou cravejadas com brilho.
Peças básicas quebram o “overglan” do brilho e equalizam o produto.

 

Dica: Já, os saltos com ares de festa, bolsas super-pequenas “miniaudiere” ( criada na década de 30 por Charles Arpeles do Van Clifh ) Clutchs, com brilho, jóias ou bijoux opulentas ou roupas inteiras de paetê é aconselhável somente depois das 18 horas.

 Seguindo estas dicas você sempre fará sucesso com os brilhos e cintilâncias, boa semana.